top of page

Animais morrem após vacinação antirrábica


Duas reclamações foram registradas - Foto: Divulgação

Com a chegada da campanha anual de vacinação antirrábica em cães e gatos, a cidade de Oliveira registrou pelo menos duas reclamações envolvendo mortes de um cão e um gato após a aplicação da vacina no último final de semana.

Foto: Divulgação

Segundo informado por um dos tutores, o animal que estava saudável apresentou vômitos e aparentemente choque anafilático minutos receber a dose do imunizante.


Um dos casos já foi comunicado ao Setor de Zoonoses da Prefeitura de Oliveira, que aguarda posicionamento da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).


Em nota divulgada esta semana, o diretor de Vigilância Sanitária e Epidemiologia, Célio Willian Ferreira Damaceno, disse que as atividades de vacinação contra raiva canina e felina são realizadas sob orientação e supervisão da Secretaria de Estado e de suas Gerências Regionais de Saúde/GRS. O documento ainda informou que todos os insumos e materiais são descartáveis, e que, em casos de efeitos ou sintomas adversos, o tutor deve procurar a Unidade de Vigilância Ambiental pelo telefone (37)999024916, para verificação de cada caso, com orientação e supervisão da GRS –Divinópolis.


''Toda a equipe de Vacinação é capacitada e faz usos de EPI, estando, também, devidamente identificada, facilitando o acesso e identificação da população. Cabe ao responsável o manejo do animal, e, ao levá-lo a um posto de vacinação, conduzi-lo com guia e focinheira adequada. Caso isso não aconteça, os vacinadores são orientados tecnicamente a não vacinar o animal.'', explanou o diretor.


Célio reforçou que a vacina continuará disponível após o dia 12 de setembro, na Unidade de Vigilância Ambiental, localizada na Alameda Doutor Cícero de Castro Filho, no Bairro Santa Maria. Informações podem ser obtidas pelo telefone (37) 999024120.

0 comentário

コメント


bottom of page