top of page

Cerimônia marca entrega da Medalha da Inconfidência, em Ouro Preto


Governo do Estado homenageou personalidades e instituições que contribuem para o desenvolvimento de Minas e do país - Foto: Cristiano Machado

O Governo de Minas realizou, na última sexta-feira (21), a cerimônia de entrega da Medalha da Inconfidência, a mais importante honraria concedida pelo Estado a personalidades e instituições com contribuição marcante para o desenvolvimento de Minas Gerais e do país. O governador Romeu Zema entregou as condecorações no centro de convenções da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), na cidade histórica da região Central de Minas. Nessa data, a capital estado é transferida simbolicamente para Ouro Preto, como parte das tradições.


A solenidade teve dois momentos distintos. O primeiro, na Praça Tiradentes, foi marcado pelas honras militares. Reverenciando a memória de Tiradentes, Zema e o ex-presidente, Michel Temer, homenageado de 2023 com o Grande Colar, depositaram uma coroa de flores junto ao monumento à Tiradentes. Em seguida, o Batalhão de Polícia de Guardas (BPGd) realizou a salva de 21 tiros de festim, outro importante momento da tradição. O governador ainda recebeu, na Praça Tiradentes, o fogo simbólico, que foi aceso inicialmente na Academia de Polícia Militar (APM), em Belo Horizonte. A chama representa o objetivo de manter vivos os ideais construídos a partir da Inconfidência Mineira.


O segundo momento foi marcado pelas condecorações no centro de convenções da Ufop. Além do Grande Colar, foram entregues 170 condecorações: 40 Grandes Medalhas, 58 Medalhas de Honra e 72 Medalhas da Inconfidência.


Durante o seu discurso, Zema afirmou que a cada vez que retorna a Ouro Preto para deixar a coroa de flores no busto de Tiradentes e entregar a Medalha da Inconfidência, ele aprofunda o senso de dever e de responsabilidade de ser um defensor da liberdade.


(Com informações da Agência Minas)

0 comentário
bottom of page