top of page

Governador realiza primeira reunião com o secretariado em 2023


Reformas estruturantes e avanços no novo mandato foram destaques - Foto: Gil Leonardi

O governador Romeu Zema (NOVO) se reuniu com os secretários de Estado na tarde dessa segunda-feira (13), no Palácio das Mangabeiras, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Na primeira reunião do secretariado de 2023 e do atual mandato, o governador ressaltou a necessidade de manter o alinhamento dos anos anteriores, com novos objetivos e avanços. "Estamos em um novo governo, os secretários continuam, os pilares do nosso governo continuam, mas estaremos iniciando uma nova fase. A nossa primeira gestão foi marcada pela arrumação da casa e uma série de manutenções, e essa fase passou. Agora entraremos em uma fase de reformas estruturantes", resumiu Zema aos secretários.


Romeu Zema também aproveitou a reunião para apresentar a nova função que será executada pelo consultor especial do governador, o oliveirense Salim Mattar. Ele vai atuar assessorando diretamente o governador nas áreas do governo que têm interlocução com a atração de novos investimentos para o Estado e cuidando da administração das estatais em elevados padrões de governança e compliance.


O trabalho como consultor é voluntário, sem remuneração. Salim participará da articulação entre as secretarias para viabilizar ações que auxiliam ao Estado de Minas Gerais a se transformar em um ambiente mais competitivo para atrações de novas empresas.


“Queremos que Minas cada vez mais seja um estado amigo de quem trabalha e produz. Nesse sentido, temos que continuar avançando para destravar Minas. Sabemos que ainda temos muito para fazer. Nesse sentido, a experiência do Salim Mattar vai ser fundamental para seguirmos atraindo cada vez mais empresas e, consequentemente, abrindo mais postos de trabalho. Nosso objetivo é alcançar nossa meta de um emprego para cada mineiro”, destacou o governador Romeu Zema.


O empresário de 74 anos é fundador da Localiza Rent a Car S/A e já ocupou o cargo de Secretário de Desestatização, Desinvestimentos e Mercados do Ministério da Economia, de 2019 a 2020.


(Com informações da Agência Minas)

0 comentário

Comments


bottom of page